4 motivos para adotar o CRM no seu processo de vendas

Por Luiz Fernando, | Categoria: Marketing Digital, Vendas

O CRM (Customer Relationship Management), em português Gestão do Relacionamento com o Cliente, é uma abordagem empresarial na qual o cliente é o ponto principal. Com a soma de estratégias e processos específicos, é possível compreender melhor seu comportamento e, assim, ampliar a capacidade da empresa em oferecer o que ele precisa.

É exatamente esse aumento na capacidade de oferecer o que o cliente realmente deseja que faz com que a adoção do CRM seja um bom ponto de partida para se ganhar vantagem competitiva no mercado, principalmente no processo de vendas.

Falando em processo de vendas, listamos 4 motivos que mostram a grande importância do CRM para esse fim. Acompanhe!

1. Melhor gerenciamento de indicadores

Os indicadores são de extrema importância em qualquer estratégia por trazerem um mapeamento da situação real e dos fatores nela contidos. Mas de nada adianta ter bons indicadores se não souber como utilizá-los.

Para tanto, o primeiro passo é fazer um bom gerenciamento dos dados. Neste ponto, o CRM é uma ferramenta fundamental podendo auxiliar, inclusive, em seu processo de vendas. Por meio dele, é possível entender todos os aspectos do seu desempenho e, assim, aperfeiçoá-lo.

Outra questão importante é o aumento da capacidade de previsão, especialmente em relação aos projetos de longo prazo. Somente com indicadores bem gerenciados isso poderá ser realizado, já que é preciso ter todos os números no papel para se pensar em crescimento empresarial e na criação de projetos escaláveis.

2. Atendimento personalizado ao cliente

O que leva um cliente a se tornar fiel à empresa? As respostas são muitas, mas uma delas, com certeza, é a capacidade de oferecer soluções completas para as demandas apresentadas.

Para que isso ocorra, é preciso entender a fundo o problema do cliente, o que só é possível por meio de um atendimento personalizado. O CRM ajuda bastante pela ampla capacidade de reunir dados sobre o perfil desse consumidor, proporcionando uma visão mais abrangente sobre o que deve ser oferecido a ele.

3. Gestão de leads mais eficiente

Uma grande perda de tempo — e de dinheiro — se dá quando há uma insistência por parte da empresa em leads não tão qualificados. Afinal, dessa maneira, temos o foco em quem não está tão interessado ou preparado para consumir os produtos e/ou serviços.

Em um processo de vendas feito com auxílio do CRM, essa gestão se torna mais eficiente, pois é possível, por meio das informações reunidas, analisar de forma mais ampla se aquele prospect realmente se caracteriza como um lead qualificado, por exemplo.

Ações como esta otimizam as operações de vendas e facilitam até mesmo os processos seguintes de prospecção, afinal a persona ideal estará bem definida e esse fator tornará a missão de conversão mais fácil e eficiente.

4. Aumento do Lifetime Value do Cliente

O Lifetime Value pode ser descrito como o valor médio investido durante o ciclo de vida do cliente dentro da empresa. Em um exemplo simples: se ele permaneceu 3 anos na sua carteira e gastou R$ 6.000,00, temos uma média de R$ 2.000,00 gastos por ano.  Mas como o CRM pode ajuntar a aumentá-lo?

Exatamente por alguns motivos apresentados, tal como a capacidade de oferecer soluções mais completas, uma relação melhor (especialmente pela fidelização de clientes) e pela jornada de compra facilitada.

Há outros fatores importantes como a capacidade logística da empresa para entregar dentro do prazo estabelecido o que foi vendido. Neste quesito, o CRM também é um ótimo recurso para auxiliar na gestão e aprimoramento.

Com o aumento do Lifetime Value do cliente, pode se partir para um processo de vendas mais aprimorado, já que existe uma maior predisposição em consumir mais produtos da sua empresa.

Gostou das nossas dicas de como o CRM pode te ajudar no seu processo de vendas? Que tal ajudar outras pessoas a terem acesso a elas? É simples, basta compartilhar esse artigo nas suas redes sociais! Até a próxima!