Growth Hacking: o que é e por que você precisa conhecer!

Por Andrei W. Müller, | Categoria: Marketing Digital

Você busca crescimento rápido para o seu negócio, mas ainda não sabe o que é growth hacking? Fique tranquilo: estamos aqui para explicar a você tudo o que é preciso para usufruir das vantagens dessa estratégia!

Criada e nomeada por Sean Ellis, famoso líder de marketing em empresas como LogMeIn e Dropbox, a técnica do growth hacking busca promover um rápido crescimento das empresas. Sua metodologia é aplicada principalmente em startups, cujos produtos e serviços são bastante escaláveis.

Ficou interessado? Então continue a leitura para entender alguns conceitos de growth hacking e como ele pode ser implementado na sua empresa!

O que é growth hacking?

É difícil fazer uma tradução literal para o termo growth hacking, mas, em termos gerais, o conceito se refere ato de encontrar brechas e explorá-las para promover o crescimento rápido de um negócio.

Em termos práticos, Sean Ellis definiu o growth hacking como “marketing orientado a experimentos”. A ideia dessa metodologia é encontrar as brechas que o mercado apresenta e utilizá-las a favor de um negócio — e isso só é possível por meio de experimentos.

Para começar a aplicar a técnica na sua empresa, vamos a algumas dicas:

Como implementar o growth hacking na minha empresa?

Conheça bem o seu produto ou serviço

Pode parecer óbvio, mas conhecer bem o produto ou serviço oferecido pela sua empresa é o ponto inicial para aplicar o growth hacking com sucesso. Isso significa conhecer não apenas as funcionalidades e as ferramentas do seu produto, mas, principalmente, entender os problemas que ele resolve.

Se você tiver isso muito claro, será possível encontrar as já citadas brechas do mercado e mostrar para seus possíveis clientes como o seu serviço pode suprir essas necessidades.

Identifique suas fraquezas

Com o real conhecimento do seu produto ou serviço, é possível saber também quais são os seus pontos fracos. A ideia aqui é resolver isso de duas maneiras:

  • mudar a produção ou os processos da sua empresa para que seus pontos fracos deixem de existir;
  • amenizar a situação de uma maneira que seja possível que o mercado não perceba a existência desses pontos fracos.

Apesar da primeira opção ser a maneira ideal para resolver esse tipo de problema, em alguns momentos os custos podem torná-la inviável. A ideia, então, é fazer experimentos — como propõe o growth hacking — até que chegar ao resultado esperado, quando esses pontos fracos deixarão de ser âncoras que impedem o seu crescimento.

Defina a siga as métricas

Só é possível falar em crescimento de empresas se atrelarmos isso a métricas específicas do negócio. Portanto, antes de qualquer ajuste, defina quais são as suas métricas e trabalhe-as para alcançar os melhores resultados.

Você já ouviu falar que, para quem não sabe onde quer chegar, qualquer lugar serve? Pois é preciso cuidado exatamente para que isso não aconteça! Afinal, de nada adianta fazer variados experimentos na sua empresa se você não souber o que deseja alcançar com eles. Lembre-se que o sucesso não acontece por acaso, e é preciso muito planejamento estratégico para atingir os objetivos almejados.

Gostou do artigo? Então compartilhe-o em suas redes sociais e ajude seus amigos a entender o que é growth hacking e como essa metodologia pode auxiliar o crescimento das empresas!