5 ferramentas para aumentar a performance do site da sua empresa

Por Riven Melito, | Categoria: Marketing Digital

5 ferramentas para aumentar a performance do site da sua empresa

Todos nós, de tempos em tempos, precisamos fazer um check-up para vermos como anda a nossa saúde. Mas você sabia que o seu site também precisa disso?

Pois é, devido às constantes atualizações que a internet apresenta, às regras de ranqueamento dos mecanismos de busca e à exigência dos usuários por uma experiência de navegação melhor, é fundamental fazer um diagnóstico regular do desempenho da sua página.

Mas, para isso, é importante contar com ferramentas de análise que facilitem esse diagnóstico. Então, quer entender melhor esse assunto? Confira estas 5 ferramentas que vão ajudar a aumentar a performance do site!

1. Google Webmaster Tools

Um recurso indispensável para quem busca bons resultados na internet — especialmente em relação ao tráfego orgânico — é o SEO. E, como ele é uma mescla de várias técnicas, a sua performance depende de inúmeros fatores.

Quanto a isso, o Google Webmaster Tools é uma excelente ferramenta que ajuda a entender os resultados que estão sendo obtidos, servindo como fonte para indicar algumas melhorias que precisam ser feitas.

Por meio dele é possível receber avisos do Google, corrigir erros HTML, descobrir se as suas palavras-chave já foram pesquisadas, conferir erros de rastreamento, entre muitas outras funções.

Custo: gratuito.

2. Moz Tools

O Moz Tools é um conjunto de ferramentas para avaliar a performance do site em quesitos como SEO, análise de palavras-chave, backlinks e desempenho técnico (velocidade, carregamento, etc.).

Ele é bastante recomendado para quem trabalha com marketing de conteúdo e até com as redes sociais, permitindo a avaliação de vários elementos utilizados na sua estratégia digital.

Custo: gratuito ou pago (para quem deseja recursos extras).

3. Pingdon Tools

Essa é uma ferramenta bastante intuitiva e capaz de trazer um grande número de informações referentes à performance do site.

Um dos seus grandes atrativos é que ela utiliza algumas das métricas mais importantes para avaliar o desempenho do seu site, o que acaba trazendo um vasto panorama sobre o seu funcionamento. Dentre essas métricas, podemos citar:

  • tempo de carregamento;
  • velocidade;
  • análise detalhada do site e suas páginas;
  • formas de segmentação conforme o conteúdo;
  • relevância do domínio.

Custo: gratuito e pago (para quem busca funcionalidades a mais).

4. Load Impact

A ferramenta Load Impact usa um conceito menos intuitivo e mais técnico para apresentar as suas informações. Aqui, o modelo escolhido para expor o conteúdo analisado é o gráfico.

Os dados apresentados permitem avaliar fatores como velocidade, desempenho da página quando ocorrem acessos simultâneos e performance do servidor. Assim, ela é ideal para quem deseja criar ambientes controlados e evitar que o site saia do ar temporariamente por causa do tráfego intenso.

Custo: gratuito ou pago (para quem precisa fazer muitos testes).

5. Google PageSpeed Insights

Levando em conta o fato de que a maioria do acessos, hoje, são feitos via dispositivos móveis, ter uma ferramenta que avalie a performance do site nesses aparelhos é fundamental.

Essa é a proposta do Google PageSpeed Insight, que fornece informações detalhadas sobre a performance do site e sugere melhorias a serem feitas para qualificar o desempenho. Em comparação com as demais ferramentas, ele é bem mais simples, já que não é um relatório e sim uma espécie de guia rumo a uma melhor performance.

Custo: gratuito.

Enfim, ao longo deste artigo falamos um pouco sobre a importância de garantir a melhor performance do site e as melhores ferramentas de análise para isso. Agora, basta escolher a que mais se adéqua ao seu caso!

E, se gostou dessas dicas, aproveite também para entender melhor o que é SEO e o que ele pode fazer pela sua empresa!